Perfil de uma bailarina: Nao Kusuzaki

Perfil de uma bailarina: Nao Kusuzaki

Nao Kusuzaki de Houston Ballet (Fotografia por: Pam Francis)

A solista Nao Kusuzaki dança com o Houston Ballet, onde se apresenta desde 2004. Nascida no Japão, Kusuzaki mudou-se para os Estados Unidos com a família quando criança, e soube desde cedo que queria fazer dançar sua carreira. Desde aquela época, seus sonhos se tornaram realidade. Promovida a solista dentro do Houston Ballet em 2008, a carreira de Kusuzaki é uma inspiração para dançarinos de todas as idades.

Escolhendo uma carreira de balé

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk: Quando você começou a dançar e quando você sabia que a dança seria a sua carreira?

Nao Kusuzaki (NK): Minha mãe me disse que eu estava dançando assim que eu podia andar e me levou para uma escola de balé no meu terceiro aniversário. Eu sabia que queria dançar como uma carreira quando minha família se mudou para os EUA e me matriculei na Washington School of Ballet em DC. A escola é afiliada ao The Washington Ballet, e estando nesse ambiente, percebi que a dança pode ser uma carreira . Eu via diariamente o processo de como uma empresa profissional faz uma performance. Eu tinha 11 anos então.

LTK: Você se interessou por outras formas de dança ou sempre soube que o balé era sua forma de dança?

NK: No Japão, eu só tinha sido exposto ao balé, e tive a sorte de ter professores convidados freqüentes da Rússia visitando minha cidade rural. Ajudou-me a adaptar-me a estilos e professores diferentes dentro do ballet clássico. Uma vez nos EUA, a dança moderna, o personagem e o jazz foram incluídos no programa da minha escola de balé. Eu adorava explorar diferentes formas de se movimentar e a fisicalidade em cada forma de dança, mas o balé era o meu favorito durante toda a infância.

Treinamento De Balé Profissional

LTK: Onde você treinou?

Nao Kusuzaki, Houston Ballet (Fotografia: Rosalie O'Connor)

NK: Comecei na Yatsuzuka Ballet School em Ehime, no Japão, onde treinei por sete anos; depois na Washington School of Ballet em Washington D.C. por quatro anos; e finalmente na Boston Ballet School por quatro anos.

LTK: Como é o treinamento formal de uma bailarina?

NK: Construir uma base sólida em tenra idade é crucial. Por causa da natureza física do balé, aprender técnicas corretas, bons hábitos e construir força e flexibilidade no início do treinamento contribui significativamente mais tarde. Para uma bailarina aspirante, é prática, prática, prática. Além disso, treinamento transversal, prevenção de lesões, anatomia de aprendizagem e cinesiologia são todos importantes. Dançar em outros ambientes durante o verão ou participar de programas intensivos ou competições de balé leva a bailarina a um novo nível. Eu também acredito que aprender um instrumento musical, assistir a muitas apresentações de balé profissional e ser exposto a bailarinas, e expressar-se através de outros meios, como coreografias e outras formas de arte, é importante para fazer uma bailarina bem-arredondada.

Carreira de desempenho

LTK: O treinamento é mais que classe e ensaio; O que você aprendeu com o desempenho?

NK: Eu aprendo muito de se apresentar! Para citar alguns, aprendi a confiar em meus instintos, em como estar preparado para o que quer que aconteça no palco, e ser capaz de consertar no ato, para que ninguém na platéia perceba. Eu continuo a aprender a melhor maneira de acalmar meus nervos e estar no momento. Outras coisas incluem aprender onde a luz bate no meu rosto, sombra é criada, onde se concentrar … muito!

LTK: Você pode nos dizer o que lhe permitiu subir no Houston Ballet?

NK: Eu acho que o trabalho duro e experiência, paciência e estabelecendo o meu estilo são fundamentais, tudo o que me faz uma dançarina única. Além disso, entender o que o diretor / coreógrafo procura em seus dançarinos me ajudou.

LTK: Quais são suas aspirações no Houston Ballet?

Nao Kusuzaki em La Bayadère (Coreografia: Stanton Welch; Fotografia: Amitava Sarkar)

NK: Meus objetivos são dançar mais papéis de liderança e inspirar muitos na platéia; ser um ótimo modelo para dançarinos mais jovens e compartilhar o que aprendi com eles; e, finalmente, para se tornar um dançarino principal.

LTK: Há papéis que você nunca dançou e que espera um dia ter a oportunidade de realizar?

NK: Giselle em Giselle, Bella Figura (Kylian), Juliet em Romeu e Julieta. Casa vazia (Johan Inger), Artefato, Segundo detalhe (Forsythe), Odette em Swan Lake, trabalha por Christian Spuck, Maillot, Lightfoot Leon e muitos mais.

Conselhos para jovens bailarinas

LTK: Que conselho você daria a jovens bailarinos na esperança de se juntar a uma companhia de balé profissional?

NK: Mantenha a mente aberta e não desanime toda vez que as coisas não saírem do seu jeito. Faça sua pesquisa e seja bem informado sobre a empresa em que você está interessado. Às vezes, o que você ouve e o que melhor combina com você pode ser muito diferente. Seja confiante em sua individualidade e seu próprio estilo. Continue aprendendo e crescendo como artista e encontre formas criativas de se tornar único e se destacar dos outros. Uma vez na empresa, você encontrará dançarinos de diferentes origens. Respeite o treinamento de cada um e abrace as diferenças.

LTK: Quais são as coisas mais importantes para se lembrar ao escolher uma carreira no balé?

NK: Lembre-se sempre por que você decidiu fazer isso em primeiro lugar. É fácil se envolver nos problemas do momento. Volte para as raízes e lembre-se de onde tudo começou, para que você mantenha um claro propósito e intenção em seu trabalho. Uma carreira no ballet é muito curta para perder tempo!

Assistindo a Sra. Kusuzaki e o Houston Ballet

Kusuzaki se apresenta regularmente com o Houston Ballet.Confira a agenda da temporada para ver as oportunidades de assistir a Kusuzaki no palco em um de seus papéis favoritos. Para ter uma idéia de seu estilo expressivo, confira o clipe do YouTube para Falling (coreografia de Stanton Welch) ou o vídeo promocional de Houston Ballet no qual ela é destaque.

Assista o vídeo: Perfil de uma bailarina / IvieBallet

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading...
Like this post? Please share to your friends:
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: